Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mergulhos nos Livros do Pedro

Mergulhos nos Livros do Pedro

Feira do Livro 2020 | Ponto de situação e o desastre para a minha carteira

Pedro, 14.09.20

A Feira do Livro....

A Feira do Livro é uma feira especial
Uma completa mestria de variedade sem igual
Contemporâneo, Policial, História, Economia e Poesia
Como Infantil e juvenil, a completa "Biblioteca de Alexandria".
 
Mas com estas e outras categorias não sei por onde começar
Talvez pela poesia de Pessoa com algumas rimas a enquadrar
A enquadrar as estrofes, enquanto enquadro a fotografia
Mas o certo é que "Quando Fui Outro", lembrei-me de analogia da "A Tabacaria"
 
"Quando Fui Outro"? mas o meu eu não deixei de ser
Procuro um refúgio nos meus livros, pois a literatura é o meu lazer
Um livro é mais do que um uma alegria descomunal
Segundo Afonso Cruz, é uma compliação, uma "Enciclopédia da Estória Universal"
 
Uma história ou estória é como um "cálice de fogo"
Um gato tem sete vidas, mas "As três vidas" é com João Tordo
 
Mas não vamos esquecer o objetivo primordial
Que nós “Os Humanos somos uma natureza peculiar
Peculiar, original, uma ciência sem igual
Amar ou saber amar, é um cateto descomunal.
 
Mas de tantas histórias e autores poderia eu falar
Mas se entrou na Feira do Livro, bastou para comprovar
Que com tanta variedade e desconto com fartura
Qualquer "reprodução" de uma obra, é uma peça de literatura.

 

Não vale a pena falar deste ano, que infelizmente ainda não acabou.

O assunto seria o mesmo que tem vindo a inundar blogs, impressa e redes sociais.

O certo é que, que quando pensei na feira do livro, pensei em como iam controlar a entrada de pessoas, como iam fazer a gestão dos espaços, como iam controlar todo o contacto etc.

Eventos ao ar livre englobam um grande aglomerado de pessoas e mesmo o nosso pais,  um pais ainda com literacia baixa a verdade é que,tal como noutros eventos a feira do livro, realmente enche.

Por isso, decidi optar pela Hora H, indo apenas dois dias (uma na primeira semana e por fim, outro na 2ª semana para poder aproveitar e comprar os livros que queria).

Já tinha uma lista feita,o que parecendo que não facilita imenso a gestão do tempo vs stands vs procurar qual o stand daquela editora. Sem esta gestão, saia de mãos a abanar.

Mas sinceramente vim carregado até mais não. Ninguem perdoa

Efectivamente havia preços muito bons.

Como tinha dito aqui no blog, na Porto Editora,vi um livro de Ali Smith, que é um stand alone por 3,75€ (uma pechincha) e "Reprodução" de Bernardo Carvalho pelo mesmo valor, os livros de Fernando Pessoa por 5€ e John Steinbeck por 4€.

20200914_191954.jpg

Chegada à banca da Alfagurara, grupo da Penguim Random house, nota-se claramente uma diferença na procura. 

Lá comprei "Quando Fui Outro" de Fernando Pessoa por 7€.

João Tordo nunca li,mas quis trazer.Gostaria  de perceber o quão diferente ou semelhante é comparado com Afonso Cruz.

Mesma na Hora H, a procura pelos livros da editora é impressionante o que demonstra que, para além da Relógio de Água e das editoras grandes, o bom catálogo que a mesma possui.

Semelhante acontecimento passava-se na Antígona. Aliás no 1º dia que fui desisti de me colocar na fila da banca da antígona.

Sei que me perdi um pouco na Feira do Livro, mas no final não estou arrependido.

Achei os preços bons, até porque vi muitos livros no espaço do Grupo Porto Editora , neste ano a terem etiqueta laranja (na hora H têm 50% desconto se segunda a quinta, entre as 21h e as 22h) que comparado com o ano passado não possuíam.

20200914_192432.jpg

E vocês o que adquiriram na Feira?

 
 

“Read a book without thinking about finishing it. Just read it. Enjoy every word, sentence, and paragraph. Don't wish for it to end, or for it to never end.”

Matt Haig, Reasons to Stay Alive

3 comentários

Comentar post